Forever: O disco desvalorizado das Spice Girls

As Spice Girls ajudaram a definir o pop no final dos anos 90/começo dos anos 2000. Infelizmente elas não têm o crédito que merecem por tal. E talvez isso se deva a um terceiro álbum que fugiu um pouco da sua essência.

Voltemos a 1998: As Spice Girls estavam em turnê e em maio, antes da etapa norte-americana de shows, Geri Halliwell (Ginger Spice) deixa o grupo. Elas completam a turnê como quarteto e começam a tocar projetos solo que só seriam majoritário sucesso na Europa.

Enquanto isso Britney Spears e Christina Aguilera começam a ganhar popularidade, Madonna lança seu maravilhoso Ray Of Light, Backstreet Boys VS Nsync é real…. enfim, o pop como conhecemos começa a tomar forma.

As Spice retornariam em 2000 com um single duplo (Holler/Let Love Lead The Way) que seria seu último single #1 no Reino Unido, mas nem sequer entraria no Hot 100 da Billboard. O album Forever foi #2 no Reino Unido, porém #39 nos Estados Unidos (por lá os dois discos anteriores foram muito bem, obrigado: Spice foi #1 e Spiceworld foi #3).

Elas tinham perdido um membro do grupo recentemente e mudaram o estilo de pop puro para uma pegada mais R&B. O pop estava crescente e se elas tivessem aproveitado e se mantido nessa maré teriam se beneficiado. O álbum, apesar de evidenciar um amadurecimento no som das meninas, foi duramente criticado. Não tem nada errado em amadurecer seu som, mas dada a situação das Spice, talvez ter feito um álbum mais pop, mais festa (que era o que se esperava delas) seria uma opção mais segura. Ora, as Destiny’s Child e TLC já preenchiam, e muito bem, o espaço das girlbands R&B.

Além disso, as Spice se distanciaram da suas personas, da imagem que cada uma tinha e acabaram virando uma commoditie pop digamos. Tomemos Holler como exemplo. O clipe é maravilhoso, um dos favoritos entre os Spice fãs. Apesar de cada uma das Spice representar aqui um elemento da natureza, nas cenas da pirâmide elas estão todas vestidas de preto, de maneira homogênea. Elas tinham abandonado a sua essência, suas roupas coloridas, suas personalidades distintas, enfim, o que lhes garantiu uma diferenciação no mundo não só pop, mas da música no geral.

Há pouco tempo atrás vazou uma versão pop de uma das músicas do Forever: Right Back At Ya. Segue a versão original e na sequência a versão pop:

Muita gente quando ouviu a versão pop da canção pensou “E se as Spice tivessem lançado um álbum mais pop?” Infelizmente essa pergunta ficará sem resposta.

No entanto, apesar do momento inoportuno, Forever é um álbum extremamente apreciável. As letras das baladinhas Let Love Lead The WayOxygenWeekend LoveTime Goes By e, claro, Goodbye (que foi estratégicamente lançado logo após o abandono de Geri), mostram o real amadurecimento das Spice Girls. Get Down With Me Wasting My Time se encaixariam muito bem num desfile de moda ou num lounge. If You Wanna Have Some FunTell Me WhyRight Back At Ya são as trilhas sonoras de filmes e séries que nunca aconteceram! E Holler, claro, preenche muito bem a pista de dança (não só seus remixes, mas a versão original mesmo).

Forever é um disco extremamente fácil de se ouvir, não exige paciência de quem escuta. Não só fãs ferrenhos de Spice Girls, mas fãs de música pop como um todo apreciam este disco e é uma pena que muitos não tenham nem conhecimento da sua existência. Vale escutar pelo menos uma vez: