Álbum: Charlie Puth – Nine Track Mind

Charlie Puth ganhou fama mundial ao ser artista convidado na música See You Again de Wiz Khalifa, que foi trilha da franquia Velozes e Furiosos e foi #1 em todos os cantos do planeta.

Pra seu segundo single, apesar de ser o artista principal, outra parceria: dessa vez com Meghan Trainor para a de gosto duvidoso mas que cairá como uma luva pros adolescentes Marvin Gaye. A falha aqui é que mais da metade do público alvo de Puth sequer sabia antes da música quem é Marvin Gaye (e creio que parte deles nem se deu ao trabalho de pesquisar). Outra é que usar nomes de outros artistas em títulos de músicas é bem arriscado. Pode cair muito bem (Moves Like Jagger do Maroon 5 ft. Aguilera, por exemplo), como muito mal (Walks like Rihanna do extinto The Wanted).

Dito isso, o restante do álbum é um conjunto de propostas românticas um tanto ingênuas que muitos artistas pop masculinos vem usando (Ed Sheeran, Shawn Mendes, Sam Smith, Bruno Mars, Justin Bieber, etc) e vem dando certo. Ou seja, um pouco mais do mesmo. O moço arrisca se apoiar em várias parcerias: além das duas já citadas, há a genérica As you are com Shy Carter e a suave We Don’t Talk Anymore com Selena Gomez.

O próximo single é a faixa que abre o Nine Track MindOne Call Away, um dos pontos altos do disco e sem nenhuma parceria! Losing My Mind, com um looping no começo, também cativa fácil. Apesar da tentativa de colocar individualidade no trabalho, várias músicas foram colocadas aqui apenas pra preencher espaço, desculpe Charlie! A bobinha Left Right Left serve de exemplo.

Nine Track Mind foi lançado talvez pelo artista certo na hora errada e imprimir uma identidade própria não vai ser tarefa fácil para o rapaz. É aquele tipo de artista que veremos se “vai ou racha” apenas no segundo disco. Até lá nos contentemos com o que atual tem a oferecer de bom.

Faixas que você tem que ouvir senão estará perdendo tempo de vida: “One Call Away”“Losing My Mind”“We Don’t Talk Anymore”

Veredicto: 45/100