Os novos passos de Patrícia Coelho!

Pra quem com saudade, batemos um papinho com a Patrícia Coelho, e descobrimos suas inspirações para o novo trabalho que está por vir.

Vem com a gente!

Patrícia é artista, e ela se define na faixa título de um de seus álbuns lançado em 2002, Um Pouco Maluca:

“Um pouco maluca, um pouco normal, um pouco de tudo é sempre legal.”

Daí, podemos contar pra vocês que ela já se aventurou nos palcos não só como cantora, mas também como atriz, quando participou em 1995, da montagem de “Castro Alves Pede Passagem”, de Gianfrancesco Guarnieri, cantando e interpretando músicas de Toquinho. E em 2015, atuou em dois musicais: Dias de Luta, Dias de Glória, Charlie Brown Jr.O Musical e Cinza (de Jay Vaquer).

Patrícia lançou quatro álbuns, sendo um deles somente no Japão – O Fim da Inocência (1997). Com Simples Desejo, em 2000, ela ganhou destaque como cantora após ter hits emplacados em novelas globais e ter se apresentado na terceira edição do Rock In Rio, conseguindo até destaque  nas revistas Time e Time Latin América.

Em 2002, Patrícia fez uma participação num reality show e ao sair, lançou o álbum Um Pouco Maluca, de onde saiu o hit Eu Te Amo Você, tema de abertura da novela Marisol – no SBT.

A cantora então se jogou na cena independente, gravando versões de Paul Maccartney, Carpenters e AC/DC, e lançando faixas que fizeram parte de trilhas sonoras.

Agora que vocês já conhecem um pouco mais da trajetória da moça, que tal ler a entrevista e tirar suas dúvidas?

MI Quais as melhores lembranças que você tem da época em que estourou nas rádios e TVs?

PC – A primeira vez que ouvi uma música minha tocando na rádio e na TV, foi uma grande felicidade! Na época quase não se ouvia música pela internet como agora, então poucos artistas conseguiam divulgar a sua música.  Mas eu consegui, a música teve um alcance nacional,  que me levou a fazer shows em outros estados, e também conhecer  um novo público que acompanhava minha carreira. Foi emocionante e  muito gratificante!

MI – Qual a diferença entre as composições daquela época e as de agora?

Foto live - violaoPC – Agora tenho mais convicção dos assuntos que me interessam, sou mais envolvida com a cena alternativa do que quando comecei. Tenho vontade de trabalhar com outras estéticas musicais,  e me expressar de uma maneira diferente.

MI – Qual artista tem te inspirado atualmente?

PC – Gosto da música de Mahmundi, Boogarins, Vivendo do Ócio, entre outros. Mas o  que me inspira na verdade é a cidade de São Paulo, adoro descobrir lugares novos, e conhecer pessoas.  Me inspiro principalmente  na cena artística independente, e quem faz a cidade ser criativa.

MI – Quais são os seus novos projetos?

PC – Estou compondo músicas inéditas, já comecei a gravar algumas, e vou lançar um disco este ano.

MI – Como você espera inspirar as pessoas com o novo trabalho?

foto  2Tentando chegar em um resultado musical sincero, que realmente expresse o que estou sentindo.

É isso aí! Vamos esperar com mais música? Quem não curte a versão dela pra Meu Sangue Ferve Por Você?