Thiago Pethit lança clipe para 1992!

“Bem, nasci em São Paulo, Brasil, em uma família de artistas. Meus avós foram ambos atores de teatro e meu pai teve sua banda quando era novo e hippie. Sempre soube que me tornaria um artista também, só não imaginava que seria músico. Na realidade, eu estava mais interessado em atuar antes. E comecei a trabalhar e ganhar a vida como ator ainda muito novo.”

Essas foram as palavras do Thiago Pethit, ao responder à uma pergunta numa entrevista para o site da revista Inglesa, HERO, que acaba de fazer o lançamento do novo clipe do single 1992.

Pethit ainda vive em São Paulo. Segundo o cantor, ainda é para onde ele ainda retorna quando acaba os shows. E na entrevista, ele ainda disse que desde 2010, São Paulo  é um lugar para ficar, culturalmente falando, no Brasil.  É onde artistas, especialmente os indies, espalham suas palavras. E vai além, ao falar que a cidade não é a mais bonita do Brasil, e que está distante de ter as belezas naturais do Rio e Bahia. Do Brasil, ele indicou o som dos Boogarins, da banda Os Mutantes e da pianista Cida Moreira.

Sobre seus três discos, ele não poupou palavras, e disparou:

“Ser mal entendido é algo que me machuca!”

Isso, por ter sido questionado sobre a diferença entre os três álbuns lançados. O cantor afirmou que no primeiro ele não tinha muita experiência e que após ter o álbum lançado, ele não tinha controle sobre o que fariam dele e nem sobre a interpretação que fariam. A ideia de terem colocado ele numa cena, e jugado ele, soou como se ele tivesse se tornado um produto. E apesar das boas críticas e da aceitação, aquilo ainda não era o que ele queria.

Com o segundo e terceiro álbum, ele brigou com suas feridas. E revelou:

“eles revelaram pontos agressivos, altos, fortes e glamurosos sobre mim e sobre como eu acho que é viver nesse mundo.”

O cantor afirma ter se encontrado no rock and roll, e com o álbum Rock ‘n’ Roll Sugar Darlin [2014], ele põe pra fora um lado louco nas performances, e isso fica mais louco a cada show da turnê.

Thiago revelou ainda, que acha que a geração atual está querendo mudar o mundo, como a da década de 60 – mas sem esperança – e como a de 90 – com pouco niilismo. E ele reflete isso no clipe de 1992, retratando o comportamento grunge daquela época.

“Minha geração ainda está tentando descobrir o que podemos mudar.”

Para o clipe, ele recrutou o diretor Gabriel Dietrich e pediu ajuda ao seu produtor americano (Richie Davis) com o cast. E juntos concluíram que deveriam ter o modelo Justin Gossman no vídeo. E ele looks like Jagger

O clipe foi gravado em Los Angeles, com um grupo de pessoas, um sofá dourado, e o resto que vocês vão conferir agora: