Introducing: Jack Garratt

Desde 2008 no Brit Awards – maior premiação da música britânica – existe a categoria Critics Choice na qual os críticos indicam três atos novos que acreditam que serão sucesso. Depois escolhem entre os três, um vencedor. Adele foi a primeira ganhadora em 2008. Depois vieram Florence + The Machine, Ellie GouldingJessie J e Sam Smith para citar alguns. Dá pra ver que os críticos britânicos geralmente acertam em suas apostas! Já erraram também como em 2013 quando deram o prêmio a Tom Odell, que não atingiu sucesso no nível dos já citados. E as fichas deste ano foram para o até então desconhecido Jack Garratt.

Antes de cair nos braços da crítica britânica, aos 14 anos (então em 2005), ele havia participado da seletiva para o  Junior Eurovision Song Contest (versão pra crianças do Eurovision). De 8 competidores ele terminou em oitavo lugar… Pois é, quem diria que 11 anos depois ele ia estar bem cotado, né?

O rapaz de 24 anos poderia ter sido parte do elenco de O Hobbit mistura indie pop com R&B e elementos eletrônicos, toca vários instrumentos e gosta de fazer um som experimental. Se você curte Josef Salvat e Beck, certamente curtirá o trabalho do sr. Garratt.

Seu álbum de estreia, Phase, alavancado pela promoção do Brit Awards, foi lançado em Fevereiro e atingiu #3 nas paradas do UK. Já em relação aos singles ele ainda tem que conseguir pelo menos um minor hit: o máximo que ele alcançou foi #67 com Worry. É esperar pra ver se os críticos acertaram mais uma vez ou se Garratt vai fazer o Tom Odell.