A inspiradora trilha de Velho Chico

Há anos uma trilha sonora de novela não chamava tanto a atenção quanto essa coleção de clássicos e obras primas escolhidas pra movimentar e embalar a atual novela das 21h. A TV Globo tem em seu histórico clássicos que ditaram costumes e manias no povo brasileiro, discutimos essa ligação entre novelas, os espectadores e sua trilha sonora nesse post, de meses atrás.

Mas foi quase impossível ao acompanhar a nova obra da emissora, sem ditar e debater sobre a qualidade e cuidado ao escolher a trilha sonora. Aliás seria  injusto não comentar o extremo cuidado com o aspecto audio visual da telenovela, com direção a cargo de Luís Fernando Veríssimo, que também é o responsável pela escolha das músicas.

Fotos-Velho-Chico-6

A história se passa no interior da Bahia em meio a seca que assola o interior da região nordeste do país há décadas, com uma história de amor impossível por meio das brigas entre as famílias do casal de protagonistas. Entre esse amor impossível e os conflitos sangrentos entre as famílias do casal, é utilizado como pano de fundo a cultura e hábitos típicos do nordestino do sertão.

Tudo é sustentado em cima de um cuidado único da direção – impecável – da novela para com a valorização da cultura local. E para embalar toda essa história e dar vida a toda a trama, nada como uma impecável escolha nas canções tema.

De abertura já temos a clássica Tropicália de Caetano Veloso que foi regravada e repaginada especialmente para a novela. A seleção de músicas ainda inclui nomes incríveis da nossa música popular brasileira, como Amelinha, em GemedeiraAlceu Valença com Flor de Tangerina Gal Costa com Como 2 e 2.

É de um cuidado imenso e apresso único toda uma escolha de canções, que no final dá vida a um romance tantas outras vezes já vista, mas se torna única pela ótica do diretor e sua trilha excepcional. Aqui não é uma novela agraciada por uma trilha sonora, é uma trilha sonora única que tem uma novela como plano de fundo.