Injustiça pop do ano vai para: Foxes

Pobre Foxes! Não financeiramente, claro. Pelo menos achamos que não! Porém, quando se trata de reconhecimento e popularidade sim. Certamente uma das artistas mais injustiçadas do ano. Tudo começou ano passado, aliás.

Julho de 2015: Foxes lança o single (maravilhoso) Body Talk. Influência oitentista, batida cativante, letra amigável. Tinha tudo pra ser um hit. Acabou amargando um #25 na parada de singles britânica. Algumas performances foram feitas pra divulgar a canção. Por exemplo, teve na BBC Live Lounge e na boate Heaven (uma das mais famosas boates gays do UK e sipá do mundo). A pergunta que fica é se faltou mais performance pra divulgar ou se foi falta de interesse do público britânico mesmo.

Foxes sad car body talk videoO maravilhoso disco All I Need (fizemos review aqui) estava previsto pra ser lançado em Outubro daquele ano, acabou sendo adiado pra Fevereiro de 2016. QUATRO FUCKING MESES DEPOIS! Seja por aperfeiçoamento artístico por parte da cantora, seja por pressão da gravadora (RCA Records/Sony Music), não foi uma decisão muito boa.

Foxes angry cruel music videoNeste tempo deu pra lançar quatro singles promocionais e dois singles oficiais (Better LoveAmazing) que nem sequer entraram nos 100 mais do Reino Unido! 🙁 . Quando o álbum foi lançado, já conhecíamos metade das músicas dele. O álbum acabou vazando antes do lançamento oficial, o que prejudicou ainda mais as suas vendas e popularidade nos serviços de streaming. All I Need acabou pegando um #12 no UK. O disco anterior, Glorious, mesmo com vazamento e adiamentos entrou pro top 5.

Ainda não é o fim pra divulgação de All I Need no entanto! Foxes foi atração de abertura da turnê A Head Full Of Dreams do Coldplay na Suíça e depois foi anunciada como atração de abertura na etapa norte-americana da tour.

Alguns dias depois lançou mais um clipe, pra música Cruel, uma das favoritas dos fãs. Mais um indicativo de que os trabalhos pra promover o disco estão à todo vapor.

Nos States Foxes provavelmente ainda é somente a cantora convidada do hit Clarity de Zedd. No festival Coachella desse ano ela foi pros States só pra performar essa música com ele.

Nenhum de seus singles solo deu as caras na Billboard Hot 100 (a principal parada de singles norte-americana) ainda. Porém na parada Hot Dance Club Songs (que compila as faixas mais executadas nas baladas por lá) ela tem um bom histórico: Youth foi #1 e Holding onto Heaven foi #10.

O que Foxes deve fazer agora é tirar proveito máximo da divulgação que essa empreitada com o Coldplay vai gerar. Body Talk tem tudo pra ser mais um hino das pistas de dança. Pode não ter ganhado tanto o público britânico, mas vai que no continente novo não ganha mais popularidade, não é mesmo? Há vários casos assim. Veja Lights da Ellie Goulding, por exemplo: foi um medíocre #49 no UK (apesar de ganhar certificado de vendas por lá depois) e #2 nos Estados Unidos, sendo sua mais alta posição na Billboard até agora.

Boa sorte Foxes! Que a justiça pop seja feita (e a boa divulgação e boa gestão da gravadora e do seu empresário também)!

Foxes sad and happy cruel videoMusicaInspira no Facebook, Twitter e Instagram