Chega a hora de parar!?

Há alguns meses falamos aqui no site sobre quando nossos ídolos envelhecem, um tema pertinente que por muitas e muitas vezes devemos relembrar, debater novamente e refletir sobre, seguindo na mesma linha de raciocínio, voltamos a pensar no mesmo assunto recentemente.

Pensemos na música como uma profissão – e obviamente nos cantores e astros pop como profissionais – não seria dado algum momento em que astros e estrelas da música saibam a hora de descansar, dar um tempo ou diminuir o ritmo, assim como qualquer outro profissional de qualquer outra área?

O britânico Brian Johnson, de 68 anos, é vocalista dos monstros do rock, o AC/DC, desde 1980, mas iniciou sua carreira em 1972, em março deste ano uma bomba: Brian deveria se afastar imediatamente dos palcos devido a um problema sério de audição, se continuasse provavelmente terminaria a turnê da banda completamente surdo.

É claro que o caso de Brian Johnson é totalmente isolado de outros, mas se pararmos pra pensar e analisarmos, podemos fazer alusões a tantas outras carreiras de tantas outras lendas. Os excessos da profissão, a dedicação extrema, as exigências nos palcos e fora dele, elementos que ao longo de uma extensa carreira comprometem a saúde física e mental de qualquer ser humano.

E então não chegaria a um dado momento que nossos ídolos deveriam se aposentar de fato? É claro que sim.

De fato, eu também gostaria de ver e ouvir novos trabalhos dos meus artistas favoritos enquanto eu viver, mas pensemos nos nossos ídolos também como humanos. Há coisas de que eles não são capazes, e chegará a um momento que qualquer um deles deverão cumprir seus deveres com suas próprias vidas.

Tomar seus merecidos descansos, viverem suas vidas, colher tudo o que foi plantado ao longo de tantos anos de carreira. Sei que adoraríamos ver, por exemplo, nomes como Tina Turner ou até mesmo a Cher em novos grandes discos, turnês, mas temos que aceitar que agora é o tempo delas pra elas mesmas, e mais: aceitar que esse dado momento ocorrerá com nossos ídolos da atualidade.

Vai chegar uma hora, a hora de parar e a nós só resta aceitar, entender e viver com isso.

Tagged with: