Anne-Marie vem pra captar sua atenção

Há uma nova, empolgante e surpreendente safra de cantoras pop surgindo na Europa. Nesses últimos dois anos foram os inúmeros singles de artistas novatos que despontaram nos charts e ultrapassaram as fronteiras de seus países, conquistando um continente tão vasto em cultura e chegando às Américas.

Dentre tantos novos nomes, um vem se destacando com bastante força: Anne-Marie.

Nascida em 1991 na cidade de Essex, Inglaterra, Anne já tinha entregado, no ano de 2013,  à gravadora Rocket Records uma demo chamada Summer Girl, mas ainda assim sua carreira não iniciou. Nesse intervalo entre seu pontapé inicial e o lançamento de um primeiro material, ela colaborava com projetos de música eletrônica, como Magnetic ManGorgon City, chamando a atenção da banda Rudimental, que a convidou para participar do disco We Are Generation de 2015, colaborando em 4 faixas (Love Ain’t Just A WordRumour Mill, Foreign World All The Love) e também em uma turnê de dois anos.

No mesmo ano em que colaborava com o Rudimental, Anne lançava seu primeiro material, o EP Karate com 4 faixas que serviria como a apresentação de seu trabalho. Mas o ponto alto de sua, ainda curta, carreira viria no fim de 2016, quando colaborou com Clean BanditSean Paul na faixa Rockabye, disco de ouro no UK e de platina na Austrália e que está em primeiro nos charts de sua terra natal há 7 semanas.

Com uma voz especial e marcante, Anne-Marie está de malas prontas para chegar ao sucesso e quem sabe dominar nossas playlists nos próximos anos.