Dave Grohl: Um dos maiores ícones do rock

Se um dia montássemos uma mega banda de rock, só com os melhores, muito provavelmente escolheríamos Dave Grohl. Seja pra ser o vocalista, ou o baterista, ou guitarrista, ou até mesmo só o compositor ou ainda o produtor musical. A verdade é que Dave é um dos maiores ícones da história do rock. Em sua carreira ele coleciona passagens por bandas como Nirvana e Queens Of The Stone Age, parcerias com nomes do maior escalão da música como Paul McCartney, Iggy Pop, Slash, Garbage e David Bowie, além de ter fundado os Foo Fighters.

Usando seu talento e determinação Dave, com o fim do Nirvana que se deu após a morte de Kurt Cobain, ainda tentou ingressar como baterista em outra banda, a Tom Petty and the Heartbreakers, mas foi o incentivo do próprio Tom Petty que fez com que Dave tentasse algo para si, e assim gravou algumas demos de suas composições, tocando todos os instrumentos necessários e enviando a amigos que mais tarde chamaria a atenção de gravadoras e assim viria a se tornar o primeiro disco dos Foo Fighters, o primeiro projeto encabeçado por Dave.

Cinco músicas para se inspirar em Dave Grohl:

1 – Smeels Like Teen Spirit

Uma das principais – se não a principal – músicas da curta trajetória de uma das bandas mais emblemáticas do rock, teve Grohl entre os compositores, produtores e entre os vocais de apoio.

2 – Learn To Fly

O single é extraído do disco There Is Nothing Left To Lose, de 1999 e é o mais bem sucedido na parada musical americana e vencedora do primeiro Grammy da banda, na categoria de melhor videoclipe.

3 – Centuries Of Sin

No ano de 2003, Dave reuniu nomes dos quais se considerava fã. Nomes de respeito do metal se uniram ao astro no projeto denominado Probot e juntos lançaram um disco de 12 faixas – Centuries Of Sin é a música que abre o disco.

4 – Best Of You

Primeiro single do disco In Your Honor de 2005, Best Of You se tornou um clássico da época, rendeu até um cover realizado pelo Prince no Superbowl de 2007.

5 – Times Like These

A canção foi composta pelo Dave logo após sua saída do Nirvana, entre 1994-1995, porém foi gravada e lançada só em 2003, como segundo single do disco One by One (vencedor do Grammy em 2003 de melhor álbum rock) de 2002.