Ela existe: A música perfeita para os bebês!

O mundo é maravilhoso! Sim! E quando a gente vê notícias como essa rola até uma lágrima! A música como inspiração, a música como relaxamento, como terapia, como nossa melhor amiga! E é assim que ela deveria ser tratada!

A instituição britânica C&G Baby Club junto com Lauren Stewart, conhecida por ser uma psicóloga musical, se uniram e criaram um recurso tecnológico que estão chamando de a “canção cientificamente comprovada para tornar bebês felizes”. Sim, meus amigos! Existe, de acordo com eles, uma fórmula mágica que torna os bebês maravilhosamente mais felizes! O projeto ganhou o nome de Sound of Happy, ou o som da alegria!

Os resultados da pesquisa foram divulgadas pela revista científica QZ no final do ano passado. A metodologia envolveu uma vasta pesquisa sobre as maneiras de como os bebês interagem com diferentes músicas, sons, notas musicais e também um estudo sobre as canções que mesmo que a gente não tenha menor apreço elas insistem em grudar nas nossas cabeças. Quem nunca?! 

O processo de composição da música perfeita seguiu algumas recomendações dos responsáveis pela pesquisa e suas observações: a canção precisaria incorporar uma melodia simples, repetitiva e com aumentos de afinação. Outro ponto a ser considerado eram as viradas de bateria e elementos que ajudassem a provocar surpresa. Um vocal feminino também era sugerido e a faixa deveria ser gravada na presença de uma criança – o que serviria para validar ou não a experiência.

A artista Imogen Heap foi a responsável pela criação das músicas e chegou no resultado de quatro melodias, sendo duas rápidas e duas lentas. Cada uma delas ganhou uma versão com vocal e uma sem. 26 bebês, entre 6 e 12 meses, foram os avaliadores das canções. Eles foram filmados para justamente detectar suas reações diante das músicas. Depois das faixas escolhidas, os pais do C&G Club votaram para escolher sons comuns e bobos que faziam seus filhos felizes. Aí Heap incorporou esses “barulhos” a canção e, enfim, chegaram ao resultado final!

Ficou curioso? Vem ver e ouvir:

Vale muito a pena dar uma olhada no site do projeto “Sound of Happy” e saber mais sobre a pesquisa e também brincar com os sons!