Trilha de 50 tons mais escuros estreia em primeiro lugar nos Estados Unidos

Uma trilha sonora é uma trilha sonora. E muitas vezes ela é capaz de catapultar um filme. É o que justamente a trilha de 50 tons mais escuros faz. Pelo menos é o que acha a revista inglesa The Time. Eles afirmam que “se o filme é morno, a trilha é quente”, enfatizando a qualidade musical da compilação.

Muitos imaginavam que, com o lançamento da música principal do longa interpretada por Taylor Swift e Zayn, algumas coisas poderiam esfriar, mas com o lançamento oficial da trilha as coisas mudaram e mudaram para melhor. Digo isso pois houve imensa mobilização na Internet de fãs contrários aos dois querendo boicotar a música, além daqueles que tiveram suas expectativas frustradas com o lançamento. Mesmo assim I Don’t Wanna Live Forever também é um sucesso só. Atualmente o single está em #3 na Billboard.

Lançado no dia 10, nas plataformas digitais e também em versões físicas, o álbum atingiu o posto mais alto da parada norte-americana da Billboard. A Original Soundtrack vendeu 123 mil cópias na sua semana de lançamento, sendo que incríveis 72 mil exemplares foram de CDS físicos! Outro ponto incrível é que a trilha deste segundo filme da franquia superou a trilha de 50 tons de cinza que estreou em segundo lugar da Billboard 200, em fevereiro de 2015.

Nomes como Nick Jonas, Nick Minaj, Sia, John Legend, Halsey, Tove Lo, entre outros completam o timaço escalado para trilha do longa que ainda está em cartaz pelo país. Pra quem ainda não viu o filme 50 tons mais escuros, vale dar uma procurada nos cinemas e ver como as músicas interagem com as cenas e tirar sua própria conclusão se o filme é morno e a trilha quente.

Siga a gente no Instagram: @musicanosinspira