Entrevista: Conheça o cantor belga Amery

A gente adora rodar o mundo e talvez você já tenha percebido isso!  Para mim é sempre um prazer escrever sobre artistas novos e coisas legais que a gente acaba ouvindo por aí. O escolhido da vez é o talentoso Amery e espero mesmo que, assim como eu, você também curta o som desse jovem cantor belga. E mais legal ainda é quando a gente consegue trazer um papo que eu bati com ele sobre música, inspiração, bullying e projetos! Olha só o recado dele:

Amery tem apenas vinte anos e lançou nesse começo de ano o primeiro single da sua carreira, a faixa So Good! O cara nasceu na Bélgica e seus pais são de Ruanda, no continente africano. A gente conversou pela internet há algumas semanas e ao ouvir o single, eu realmente curti logo na primeira audição. Tem algo ali que muito me chama atenção e não podia deixar de ir atrás de dividir com vocês!

So Good é uma canção animada, cheia de referências do soul, inspirada para justamente traduzir alguns momentos da vida do cantor durante sua vida escolar e como as coisas mudam com o tempo. Falando em escola, impossível não começar falando sobre a repercussão mundial da excelente série 13 Reasons Why, da Netflix, que trata sobre os motivos os quais foram responsáveis pelo suicídio de sua protagonista e que colocou o bullying no centro das atenções novamente.

MI – Com toda essa questão (bullying) sendo colocada em pauta novamente, como eram os seus tempos na escola e como a música ajudou ou pode ajudar a lidar com a pressão e os efeitos psicológicos do bullying?

  • Bom, lembro que eu era muito calado e tímido durante minha vida escolar. Era aquele tipo de cara estranho, sempre quieto, que nunca ficava à vontade em falar com quem quer que fosse. Nunca sofri bullying pesado na escola, o que rolava eram sempre piadinhas estúpidas sobre meu jeito e sobre a minha voz. Eu definitivamente não gostava disso e a música foi a forma que encontrei para fugir daqueles momentos, isso certamente me fez mais forte e mais confiante, me ajudou a acreditar mais em mim. Acho que toda vez que você está se sentindo mal e você ouve uma boa música, pode instantaneamente levantar seu humor e isso nunca falha!

 

MI Aproveitando e falando sobre como a música nunca falha e o poder dela em levantar o humor, você espera que sua música seja voz para alguma causa ou apenas para as pessoas se divertirem? (o que também já é muito bom!)

  • Eu faço música para as pessoas, quero fazê-las felizes, colocar um sorriso no rosto delas e fazê-las se sentirem incríveis.

 

MI – Às vezes é bem difícil falar de estilos, gêneros, rótulos, principalmente quando se ouve apenas uma única música – foi isso o que eu ouvi do Amery até a nossa entrevista – mas o que eu posso dizer é que você tem um estilo bem interessante, tem soul. Li que você simplesmente ama as músicas de Michael Jackson e do Stevie Wonder. Se tivesse que indicar apenas uma música ou disco para gente qual seria e por que?

  • Thriller, do Michael Jackson, com toda certeza. É meu álbum favorito de todos os tempos e ouvi-lo mudou a minha vida. Esse disco é a exata definição do qe é música para mim. Outro disco que eu realmente gosto é o ANTI, da Rihanna. Pra mim o melhor disco que ouvi em anos. Moderno, inovador e a maneira que ela se expressa nos diferentes gêneros é impressionante e amo a versatilidade do projeto. Eu penso nisso como artista: é sempre bom experimentar um pouco de tudo.

 

 

MI – Agora que está entrando profissionalmente na música, quais as suas percepções desse “novo” mundo que está diante de você…? Novas possibilidades de criação, gravação, compartilhamento e de venda…

  • É incrível fazer parte de uma gravadora e é bom porque tenho tido a chance de ser exatamente o que eu quero, expressar as minhas ideias, tenho total liberdade para compartilhar o que eu estou sentindo e pensando. Estou rodeado de ótimos profissionais da W!G Music. E também tenho ficado muito contente com todos os comentários positivos que tenho recebido de blogs, sites, de rádios de várias partes do mundo.

 

MI – Como você define sua música em apenas uma única palavra? E o que a gente pode esperar dos seus próximos passos?

  • Minha música? Original. Como um artista eu não gosto de permanecer no mesmo lugar, seguir os mesmos caminhos. Eu quero experimentar, então não se deve esperar que eu faça a mesma coisa sempre. Cada nova música uma nova direção.

 

MI – Pra gente fechar, o que a música significa para você? Espero que a resposta venha lá de dentro mesmo! haha! Nosso site chama Música Inspira então é isso que a gente quer compartilhar com o mundo: o poder que a música tem sobre a gente.

  • Música é a fonte da vida. É uma energia que me faz feliz todo tempo, não importa em qual tipo de humor eu esteja. É também um lugar para onde eu posso fugir e ser eu mesmo. É isso que a música faz comigo.

 

Vem conhecer o som do Amery e ouvir o seu primeiro single, So Good:

Sorte para ele! Amery!!!! Que venha mais coisa boa!

Tagged with: