Ivy Mode, um novo som da Bélgica que tá no nosso repeat!

Estava eu navegando pela internet há algumas semanas quando me deparei com o som da cantora Ivy Mode. A música? Body Next To You! E a í começou a minha busca em saber mais sobre quem, onde, quando e como! hahah! Investigação Globo Repórter do Música Inspira no ar!

Ouve aqui como tudo isso começou:

Não só buscar mais detalhes sobre quem é a moça, mas a gente foi além e conversou com a própria Ivy! Mas vamos começar direito e fazer a linha introdutória da moça!

Ivy Mode é o alter ego de Sarah. Sua paixão pela música vem desde que a cantora era bem jovem. Em 2013 ela participou da versão belga do reality The Voice. A versão de A Team, do Ed Sheeran, que ela apresentou ainda na fase das disputas “as cegas” atingiu o nono lugar nos charts locais. Infelizmente a gente não achou o vídeo disso, mas saiba que Sarah terminou a competição entre os oito finalistas.

Depois do reality Sarah seguiu sua busca de cantar, encontrar um produtor e produzir material autoral. Chegou então ao nome de James Lowland, produtor belga e que tem o selo W!G Music e aí foi amor à primeira vista. E aí decidiu seguir com o nome criado para sua carreira, o de Ivy Mode. Nossa conversa começou justamente falando sobre isso.

  • MI: Eu entendo a ideia, o conceito de criar uma persona. Como que sua música conecta essas duas “personalidades”? E você não tem medo de que a Ivy sobreponha suas raízes? 
  • Ivy e Sarah escutam o mesmo tipo de música. Elas amam o mesmo estilo e tudo mais. Só acho que a Ivy Mode é mais carinhosa, mais querida. Eu não tenho medo de que uma sobreponha a outra, mas se acontecer, não vou ligar, ainda serei eu.

  • MI: Quando a gente fala de raízes, impossível não tocar no assunto de influências musicais. Quais são as suas? Quando eu ouço as suas duas canções lançadas até agora eu consigo encontrar traços de Jessie Ware e também da Banks, ambas que eu realmente curto. Claro, nem sei se você gosta delas, é só uma percepção pessoal. 
  • Eu não tenho um artista único que realmente me influencia. Eu escuto muita coisa, muitos artistas de diferentes gêneros e tento absorver aquilo que realmente me agrada e o que é bom. Mas preciso confessar que sou uma grande fã da Banks, então consigo entender quando você diz que minha música pode ter sido inspirada na dela. Eu penso que quando você cria música, você sempre é inspirado pelos artistas que ouve.

 

  • MI: Seu single mais recente, a canção Body Next to You, é uma faixa bastante intensa. Como que ela foi criada? A gente pode falar também de Money Can’t Buy…. composição, gravação? Pude perceber que você é envolvida em todas as fases do processo, inclusive nos aspectos visuais e, preciso confessar, adoraria ver essas canções numa performance ao vivo.
  • Me diverti muito criando essas canções. Body Next To You é sim uma faixa bastante intensa, mas o caminho para fazê-la e produzi-la foi bem calmo e prazeroso. Tudo começou com uma jam session com meu produtor, o James Lowland, no piano. Daí a gente chegou num pré-refrão e o James criou a atmosfera toda, realmente foi bastante inspirador. Daí foi super fácil encaixar as letras e as melodias.

 

 

Money Can’t Buy, o primeiro single de Ivy Mode, ganhou destaque em sites ao redor de todo o mundo e até chegou a figurar na playlist oficial da loja sueca H&M em todos os seus endereços pela Europa! Imagina o quanto a música pode ter entrado na vida de meninos e meninas que se identificaram com a sonoridade da moça belga que também tem descendência filipina.

  • MI: Como que você gostaria que a sua música influenciasse a vida das pessoas ou como você gostaria que elas se identificassem e percebessem o seu som?
  • Eu só quero que as pessoas aproveitem a música, todas elas. Não importa se é uma canção alegre, triste ou qualquer que seja. As pessoas devem sentir o som que elas estão ouvindo.

 

  • MI: E como a música te inspira? 
  • Eu amo quando realmente me conecto com a letra de alguma canção, especialmente quando estou num lugar obscuro da vida ou mal humorada. A música pode me inspirar a ser melhor e a fazer as coisas da melhor maneira, mas também me dá a possibilidade de ir além. É uma recarga que eu realmente preciso sempre. Música é realmente importante pra mim porque tem momentos que você pensa que é a única no mundo a lidar com certas coisas e como é difícil, e as canções te fazem perceber que a gente não está só.

Atualmente a Ivy tá preparando novas canções e há planos para lançar um EP ainda neste ano de 2017! Enquanto isso só nos resta ficar de olho e torcer para que não demore! Que tal seguir a moça no Instagram? @ivymodemusic

Pra encerrar olha que incrível esses trechos de dois covers que a Ivy divulgou no seu canal:

 

Tagged with: