Mallu Magalhães lança novo álbum e convida: vem!

Vamos falar de música boa de verdade, porque a Mallu Magalhães não está para brincadeira no álbum novo, Vem.

Vira e mexe nós nos pegamos cantando um hit ou outro, e a Mallu Magalhães está crescendo diante dos nossos olhos. De Tchubaruba a Velha e Louca já notamos uma grande diferença.

Mas engana-se quem pensa que qualquer um está convidado para essa festa toda! Segundo o que ela canta na faixa que abre o álbum, alguém não está prestando…

 

A culpa disso tudo? Só pode ser do amor mesmo. Mallu, que antes mostrava seu talento precoce ao entoar cantorias chorosas, hoje distribui tudo o que tem em finos arranjos. O disco é produzido pelo Marcelo Camelo e nos mostra que a casa está realmente pronta para nos receber. Aliás, que maravilha é a terceira faixa desse disco – Casa Pronta.

 

Vem está repleto de músicas que podem muito bem embalar vários personagens dos nossos novelões. Será que um dia teremos o prazer de voltar a escutar música boa em novelas? Elas estão fazendo falta! Espero que eles saibam aproveitar essas dicas que estou dando, se quiserem, falo até pelo telefone. Risos

Mallu Magalhães acertou até na mais perdida das faixas, Navegador. Falo isso pelo fato de que ela simplesmente quebra o álbum no meio – vocês entenderão quando escutarem o mesmo.

 

 

Mas a gente entende, deve ser cansativo ficar entre o ir e vir e se desdobrar entre a maternidade e o trabalho. A moça fala sobre o Rio em Guanabara que foi composta em São Paulo, e sobre a Praça da Sé de São Paulo que foi composta em Lisboa – onde mora e aparentemente se inspirou para compor Linha Verde.

E ainda sobrou tempo para encaixar uma composição em inglês, para os fãs mais antigos. I Love You traz todo o jeito da Mallu de 2008, mas com a postura e integridade de 2017. E ela mesma falou sobre isso tudo em entrevista ao site O Globo:

“Meu canto é muito diferente hoje, é um canto de quem já viveu muitas coisas. Não que não tivesse vivido antes, mas as questões que você enfrenta aos 16, 17 anos são umas, enquanto ter um bebê num país que não é o nosso traz novas cicatrizes. É isso, é uma voz que tem novas feridas. E novos triunfos.”

Nós adoramos o álbum. É o que ela pode dar agora. E ela nos entregou ele com esse convite. Vem!