A Voz Eterna de Whitney Houston

Se formos listas todos os nomes por quais gerações e gerações foram marcadas, lá estará o nome de Whitney Houston. Se listássemos todas as divas que marcaram a história da música mundial, lá constaria o nome de Whitney Houston. Se fossemos lembrar as vozes mais icônicas da história, certeza que ouviríamos a voz de Whitney Houston sem parar.

Whitney é até hoje a artista mais premiada da história, dentre Emmys, Grammys e prêmios do Guiness Word Records, vendeu mais 200 milhões de cópias em toda sua carreira. Atuava, produzia, modelava, Whitney é uma fonte inesgotável de inspiração para tantas outras mulheres que assim como ela, não se prendiam em apenas uma função, ela era diversa.

Acumula hits inesquecíveis como I Wanna Dance with Somebody (Who Loves Me), I Have Nothing, When You Believe (seu inesquecível dueto com Mariah Carey) e principalmente I Will Aways Love You (sua versão para a canção de Dolly Parton).

Assim como sua carreira meteórica e sempre acompanhada pela mídia, seu declínio pessoal e profissional foi assistido por todo o mundo. Sua depressão pouco tratada, seu vício em drogas ilícitas e toda sua conturbação pessoal virou tema e capa de tabloides em tudo quanto é lugar, um ‘soco no estômago’ de quem um dia foi a principal estrela do show business.

Mesmo que ela aparentava boa saúde e uma superação, foram seus vícios e seus problemas que a levaram repentinamente em 11 de fevereiro de 2012, uma noite antes da edição daquele ano do Grammy. A cantora passava dias antes fazendo aparições públicas em eventos direcionados à premiação, visitou as cantoras Brandy Monica, esteve ao lado de nomes de peso como Clive Davis Kelly Price. Mas a dor que Whitney carregava era maior e isso a fez ir embora em uma data que chocou seus colegas de trabalho e sua legião de fãs que ainda sentem sua falta.

Uma de suas últimas apresentações foi a performance de I Look To You no BET’s Celebration Of Gospel de 2011 ao lado de Kim Burrell.

Tagged with: