Rationale: Soul e R&B com fortes misturas eletrônicas

Rationale

Uma das coisas mais legais da música é que sempre que a gente quiser vamos ter artistas novos pra conhecer.  Melhor ainda é saber que há músicos realmente bons e que produzem material da melhor qualidade. A dica da vez atende por Rationale. E você deve prestar bastante atenção nesse nome e marcar na sua folhinha de coisas bacanudas para não perder de vista, de jeito algum! Quer saber por que? Vem!

RATIONALE: RECALCULAR A ROTA FAZ BEM

Rationale nasceu Tinashe. E era com a grafia do seu nome de batismo, acrescentado de um acento agudo, Tinashé, que o cara assumia o seu primeiro nome artístico e trabalhava suas músicas durante os anos de 2009-2014. Inclusive chegou a lançar um álbum com o nome de Tinashé, mas a repercussão foi baixa, o que fez o cara, que nasceu no Zimbábue e se estabeleceu em Londres, a repensar a carreira.

Rationale DoorÀs vezes é isso que é preciso: repensar, recalcular a rota e traçar um caminho que parta do zero. Tinashé então virou Rationale, trazendo agora um som que mistura R&B, synthpop e influências eletrônicas que tem caído nas graças do público. Claro que seu alcance na Inglaterra é maior, já que toda sua rede tem se desenvolvido por lá, mas basta consultar seu perfil no Spotify, por exemplo, para ver que seu som tem conquistado cada vez mais fãs na Suécia, na Alemanha e também na Holanda, além de outros territórios na Europa.

O primeiro single da sua carreira com o novo nome saiu em abril de 2015. Fast Lane. A faixa acumula mais de 15 milhões de streams e é, de longe, o seu maior trunfo até o momento. O buzz em torno dele ficou maior quando Pharell Williams o elogiou no seu programa de rádio na Beats1, da Apple Music. Até mesmo Justin Timberlake e Sir Elton John fizeram comentários positivos a respeito do cara. Então quem somos nós para ignorá-lo, não é mesmo?

 

AMIGOS PODEROSOS

Diga-me com quem andas e te direi quem és.

O ditado pode estar bastante datado, mas sempre vai soar como a mais pura verdade. Se relacionar com as pessoas certas, na hora exata pode fazer o universo conspirar a seu favor. Assim tem sido com o Rationale. Em 2014, na fase que sua carreira estava mudando de rumos, deu-se a aproximação com Dan Smith, o talentoso frontman do Bastille. Resultou na faixa Axe to Grind, que faz parte do EP VS. (Other People’s Heartache, Pt. III). A parceria rendeu bons frutos e o cara tá lançando no mês que vem o seu primeiro álbum como Rationale e quem é o patrão? Dan Smith e seu selo Best Laid Plans.

Outro amigo que merece nossa atenção é o talentoso Rag’N’Bone Man – que lançou um dos melhores discos de 2017 e também um dos mais vendidos do ano na terra da Rainha. Rationale vai abrir a turnê de outono do cara por todo o Reino Unido e vale destacar que a turnê está com todos os ingressos esgotados. Queríamos estar lá? SIM!

Mas Rationale não é só um cantor, como se isso fosse pouco. Ele ainda tem o dom da composição e escreve para diversos artistas. Em entrevista ao site Gigswise Rationale chegou a dizer que para seguir seus sonhos na carreira musical precisou fazer diversos sacrifícios: perder compromissos sociais da família, trabalhar em três empregos ao mesmo tempo e ainda escrever canções para artistas que certamente não tinham nenhuma afinidade com o que ele se propõe a fazer. Há também aquelas que ele se orgulha de ter feito. Uma delas é a faixa Act My Age que tá na versão deluxe do álbum mais recente de Katy Perry, o Witness. Não só compôs a canção, como também a produziu. A gente curtiu.

O que dizer ainda da estreia televisiva do cara? Não poderia ter sido no melhor estilo. No ano passado, Rationale apresentou o seu debut single Fast Lane justamente no programa do Jools Holland. Um dos mais importantes da TV inglesa.

TARDA MAIS NÃO FALHA

Depois da experiências frustradas na sua carreira musical, Rationale está pronto para nos conquistar de vez. Seu álbum – que leva o seu nome – chega ao mercado na próxima semana, cercado de expectativa. Caberá a nós aguardar para conferir se fará justiça a espera. Se depender do que já foi lançado até agora, vem coisa boa por aí.

Sua infância foi no Zimbábue e apesar das dificuldades da família, tudo era motivo de festa e tanto a música como a dança cercavam sua vida e foi isso que criou a vontade de entender melhor essa arte e os desejos que borbulhavam dentro de si. E hoje, aos 33 anos, o cara lança seu disco de estreia sendo aclamado e reconhecido por uma das imprensas musicais mais exigentes do mundo, a inglesa.

Vem ouvir o cara que você não vai se arrepender! Essa voz poderosa e essa qualidade incrível da mistura do soul, com o synth pop e eletrônico! Play já:


Que tal seguir a gente no Instagram e no Facebook? Só vem e fique por dentro do mundo da música com bastante inspiração! E tem nosso Twitter também.