Far From Alaska visceral e animal em “Unlikely”!

Far From Alaska

A banda potiguar Far From Alaska voltou com um segundo álbum bem potente e repleto do mais puro rock’n’roll – Unlikely.

Acredito que ainda existam pessoas que ficam confusas quanto a nacionalidade da banda, e não é por menos: além de ser um rock danado do bom, eles trazem referências internacionais tão fortes que a gente fica perdido em meio a tanta perfeição. Já até falamos sobre eles aqui:

Isso aconteceu no primeiro disco – modeHuman – e voltou a acontecer de forma melhor no Unlikely. A galera da banda nos deu de presente 12 faixas, e ao escutar o álbum a gente consegue sentir a forte presença da inspiração provocada pelas grandes bandas de rock mundial.

Far From Alaska conseguiu imprimir uma sonoridade impecavelmente rock’n’roll no Unlikely. Talvez seja pelo fato de o disco ter sido gravado nos Estados Unidos com a Sylvia Massyque já trabalhou com Red Hot Chilli Peppers e System Of A Down.

Dessa vez, eles trouxeram um material colorido e nomes “curiosos” para as faixas do disco – quase todas são nomes de animais (Cobra, Bear, Flamingo, Pelican, entre outras).

Em Unlikely, Far From Alaska flerta com o eletrônico sem deixar de fora o ruído da guitarra que entoa a melancolia, raiva e libertação que o rock exige. Logo, podemos concluir que a banda seguiu a receita do sucesso dos primeiros trabalhos, e isso é mais que um ponto positivo!

A minha favorita? Monkey. Quero saber qual será a favorita de vocês, escutem e me contem!


Que tal seguir a gente no Instagram e no Facebook? Só vem e fique por dentro do mundo da música com bastante inspiração! E tem nosso Twitter também.