“Que Tiro Foi Esse?”, o hit do Carnaval 2018

Que Tiro Foi Esse

Todo ano a gente fica se perguntando qual será o hit do verão, o hit do carnaval… a resposta para esse ano de 2018 já tá na boca da galera: Que Tiro Foi Esse?, da Jojo Maronttinni, mais conhecida como a Jojo Toddyinho!

O HIT DO VERÃO: QUE TIRO FOI ESSE? 

A internet é maravilhosa! Como explicar a enxurrada de pessoas que tem seus quinze minutos de fama e somem mais rapidamente do que surgiram? A grande maioria não faz ideia de como realmente capitalizar isso, mas tem gente que sabe muito bem aproveitar o momento.E quem tá utilizando muito cada minuto desse burburinho em torno do nome é a maravilhosa Jojo!

No ano passado uma série de vídeos da Jojo inundaram a internet e a moça ganhou uma legião de fãs. Divertida, desbocada, irreverente, sem medo de ser feliz, Jojo faz a alegria da internet com suas falas que reforçam o empoderamento da mulher, a valorização, o respeito e suas tiradas divertidas sobre os mais diversos temas, como os comentários sobre as novelas, tem arrancado risadas e conquistado muita gente.

Que Tiro foi EsseJojo superou todos os obstáculos para quem duvidada que sua fama repentina nas redes sociais ficaria somente por ali. Ela experimentou lançar uma canção. Sentada Diferente não fez buzz algum. Aí veio sua participação mais do que especial no videoclipe de Vai Malandra, da Anitta. Quem não a conhecia, ficou muito curioso por conta do seu visual exuberante com destaque aos seus seios fartos que fazem bastante sucesso onde é que ela passa….

Se a primeira música não ganhou o destaque que merecia, o seu segundo single veio para mostrar quem é Jojo de vez e que ela não está a passeio! Às vésperas da virada do ano 2017/2018, Jojo disponibilizou o seu single Que Tiro foi esse? E a pergunta que não quer calar: Que Tiro Foi Esse?

A reação foi imediata, milhares de audições, visualizações e o que não se imaginava: uma coleção de memes tornou o hit ainda maior e de proporções quase intergaláticas atestando e afirmando a canção como o hit desse verão. Que venha o Carnaval. E ainda vai vir mais uma legião de novos fãs e vídeos engraçadíssimos engrossando o coro do sucesso da moça.

Basta uma pesquisa rápida ai no Youtube, no Google, e em qualquer rede social que você vai encontrar videos de famosos, de anônimos, todo mundo se rendeu ao vocabulário fácil e pegajoso. Dá uma olhada nesse compilado aqui:

Que tiro foi esse, viado? 

Jojo tá bombando. Seu videoclipe para o single Que Tiro Foi Esse?, lançado há duas semanas, acumula pouco mais de 32 milhões de views e o número sobe consideravelmente dia após dia. Nesta sexta (19) chegou a atingir o #1 dos vídeos mais vistos do dia, no Youtube, superando até mesmo a  rainha da porra toda Anitta. No Spotify o single está no top 5 das faixas mais ouvidas no país.

Inegável dizer que Jojo foi esperta, mas não foi a primeira. Muitos bordões e gírias do mundo LGBT já foram cantaroladas e bombaram nas vozes de muita funkeira por aí. Que Tiro Foi Esse? é uma expressão que as bees usam há anos, mas só agora chegou ao boca a boca de forma tão abrangente. Beijinho no ombro, da Valesca e Faz Cara de Rica, da cantora Erikka, também fazem parte da lista das que se utilizaram de elementos LGBT e fizeram bastante sucesso. Já vi a ala do tribunal da internet falar que isso seria apropriação cultural…. não merece problematização, né? Gente chata.

Mudando o tom chega a ser engraçado dizer que a frase “Que tiro foi esse?” tem causado até confusão. Muita gente não entendeu de que se tratava de uma gíria e contestou nas redes sociais, falando de uma possível apologia ao crime, etc etc e etc. A atriz Giovanna Ewbank até postou video no seu Stories explicando, traduzindo o sentido da canção. Venhamos e convenhamos srsrs…

Mas ela só sai ganhando… cada dia um novo buzz.

 

O FUNK E SUAS POLÊmicas

Jojo e seu Que Tiro Foi Esse? está no auge do sucesso bem no momento que o funk proibidão teve uma baixa e tanto nesta semana. Conhecido por trazer letras beeeeeem exageradas, com forte conotação sexual, na grande maioria das vezes, sendo bem escrachado e colocando as mulheres em situação degradante, vexamitória, o estilo divide opiniões, especialmente no que tange o direito de liberdade de expressão.

A baixa mencionada acima foi a retirada de todas as plataformas digitais de áudio e vídeo a canção Surubinha de Leve, do MC Diguinho. A letra chegava a envergonhar e nem merece reprodução dos seus trechos. A comoção, com razão, foi imensa. A apologia ao estupro estava mais evidente do que a corrupção do nosso governo. Sacou, né? Mas vale lembrar que a culpa do tamanho do buzz em torno da canção é de todos nós. A faixa ficou por dias em primeiro lugar do ranking viral do Spotify. Quem ouviu? Quem fez a faixa chegar no topo?

Surubinha de Leve

A faixa foi denunciada por um grande número de pessoas, de veículos de comunicação e a faixa saiu do ar, na última quarta-feira. Ontem (18), a faixa reapareceu com alguns versos trocados… mas o estrago já tá feito.

Vale lembrar que a canção Surubinha de Leve não é a primeira e, infelizmente, não será a última que traz uma apologia tão clara, direta e aberta de abuso sexual. Mas o aviso foi dado. Uma pena é o fato de que, mesmo diante de toda polêmica, uma faixa desse teor possa ser também um dos hits deste carnaval.

Jojo sou mais você!